Lâmpadas acessas em uma oficina.

Diferenças entre lâmpadas de led, incandescentes e fluorescentes

Na prática existem três forma principais de lâmpadas no mercado popular: Fluorescentes, incandescentes e led.

As lâmpadas que usamos no Brasil com mais frequência são incandescentes, pouco eficientes em termos energéticos e na durabilidade.

As fluorescentes são mais eficientes, ao passo de que leds figuram como campeões em termos de efetividade, ou seja, considerando eficiência + eficácia. Veja mais a seguir.

Diferenciações principais das lâmpadas

Os leds são semicondutores envoltos no plástico para proteger seus elementos e focalizar a luz. O fluxo da corrente está numa direção, vindo de um ânodo e saindo no cátodo, sem filamentos de fio.

Em termos de diferenciação, lâmpadas incandescentes tradicionais têm filamentos que brilham realmente. Isso produz luz e calor quando flui a corrente.

O led possui elétrons que fluem para criar fótons – luz que podemos ver – que não geram calor e precisam de muito menos energia para criar a mesma quantidade de brilho das incandescentes, além de terem mais durabilidade.

A duração superior das lâmpadas led

Em termos científicos as lâmpadas de led usam 90% menos energia do que iluminações tradicionais.

Nas fluorescentes a corrente elétrica passa por um tubo que contém argônio e um pouco de vapor de mercúrio. Isso dá origem a uma luz ultravioleta invisível que excita revestimento fluorescente chamado fósforo no interior se o tubo emitir iluminação visível, processo que esquenta muito mais se comparar a lâmpadas led que funcionam até na neve.

Led envia todos os fótons ou lúmens em uma direção, eliminando a necessidade de refletores que em eventual ficam cobertos com poeira e sujeira atrapalhando na eficiência.

Além disso, há leds compactos, o que nos permite projetar algumas luminárias muito eficientes em torno deles.

Mas, talvez a melhor característica seja a vida útil da lâmpada led:

  • Incandescente: 1.900 horas;
  • Fluorescentes: 11.000 horas;
  • Leds: 100.000 horas.

O que torna uma lâmpada led mais eficiente?

Lâmpadas incandescentes são elementos de calor que se tornam tão quentes que parte da energia emitida é luz visível como efeito colateral.

Luzes fluorescentes criam luz de um arco elétrico que passa através de gás e algum plasma de metal para produzir iluminação ultravioleta muito forte, perigosa.

Para produzir luz branca um revestimento no tubo fluorescente absorve a iluminação ultravioleta e radia nos tons brancos.

As luzes de iodetos metálicos passam por um arco elétrico através de plasma de vapor para criar luminosidade. Esse processo requer que a energia suficiente seja gasta para criar o plasma metálico contínuo.

Leds criam luz onde dois materiais se encontram com propriedades elétricas diferentes.

Para que a eletricidade flua por essa junção os átomos na fronteira atingem um estado de energia tão alto que emitem fótons. A energia passa pela junção sendo emitida como calor. O led é quase o oposto de uma lâmpada incandescente em termos técnicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *