Arquivo da categoria: Tipos de lâmpadas

Diferenças entre lâmpadas de led, incandescentes e fluorescentes

Na prática existem três forma principais de lâmpadas no mercado popular: Fluorescentes, incandescentes e led.

As lâmpadas que usamos no Brasil com mais frequência são incandescentes, pouco eficientes em termos energéticos e na durabilidade.

As fluorescentes são mais eficientes, ao passo de que leds figuram como campeões em termos de efetividade, ou seja, considerando eficiência + eficácia. Veja mais a seguir.

Diferenciações principais das lâmpadas

Os leds são semicondutores envoltos no plástico para proteger seus elementos e focalizar a luz. O fluxo da corrente está numa direção, vindo de um ânodo e saindo no cátodo, sem filamentos de fio.

Em termos de diferenciação, lâmpadas incandescentes tradicionais têm filamentos que brilham realmente. Isso produz luz e calor quando flui a corrente.

O led possui elétrons que fluem para criar fótons – luz que podemos ver – que não geram calor e precisam de muito menos energia para criar a mesma quantidade de brilho das incandescentes, além de terem mais durabilidade.

A duração superior das lâmpadas led

Em termos científicos as lâmpadas de led usam 90% menos energia do que iluminações tradicionais.

Nas fluorescentes a corrente elétrica passa por um tubo que contém argônio e um pouco de vapor de mercúrio. Isso dá origem a uma luz ultravioleta invisível que excita revestimento fluorescente chamado fósforo no interior se o tubo emitir iluminação visível, processo que esquenta muito mais se comparar a lâmpadas led que funcionam até na neve.

Led envia todos os fótons ou lúmens em uma direção, eliminando a necessidade de refletores que em eventual ficam cobertos com poeira e sujeira atrapalhando na eficiência.

Além disso, há leds compactos, o que nos permite projetar algumas luminárias muito eficientes em torno deles.

Mas, talvez a melhor característica seja a vida útil da lâmpada led:

  • Incandescente: 1.900 horas;
  • Fluorescentes: 11.000 horas;
  • Leds: 100.000 horas.

O que torna uma lâmpada led mais eficiente?

Lâmpadas incandescentes são elementos de calor que se tornam tão quentes que parte da energia emitida é luz visível como efeito colateral.

Luzes fluorescentes criam luz de um arco elétrico que passa através de gás e algum plasma de metal para produzir iluminação ultravioleta muito forte, perigosa.

Para produzir luz branca um revestimento no tubo fluorescente absorve a iluminação ultravioleta e radia nos tons brancos.

As luzes de iodetos metálicos passam por um arco elétrico através de plasma de vapor para criar luminosidade. Esse processo requer que a energia suficiente seja gasta para criar o plasma metálico contínuo.

Leds criam luz onde dois materiais se encontram com propriedades elétricas diferentes.

Para que a eletricidade flua por essa junção os átomos na fronteira atingem um estado de energia tão alto que emitem fótons. A energia passa pela junção sendo emitida como calor. O led é quase o oposto de uma lâmpada incandescente em termos técnicos.

Tipos de lâmpadas residenciais que você precisa conhecer

Os efeitos da iluminação na saúde não são apenas os componentes espectrais da fonte de luz, mas também a radiação eletromagnética, o ruído, o brilho da fonte ou luminária e a segurança.  

Realmente, essas fontes de luz estão associadas ao trabalho e à vida das pessoas há muitos anos. Portanto, não há tantos riscos no uso adequado, embora seja necessário se preocupar com o descarte para evitar que os poluentes dos produtos se espalhem pelo ar.

Os principais tipos de lâmpadas residenciais são:

  • Lâmpada incandescente
  • Lâmpada halógena
  • Lâmpadas fluorescentes
  • Lâmpadas led

Veja agora a definição de cada um dos itens listados:

O que é uma lâmpada incandescente?

Uma lâmpada incandescente é fonte de luz elétrica que energiza um filamento ao estado incandescente e emite luz por radiação térmica.

Essa lâmpada foi inventada em 1879 pelo inventor americano Thomas Alva Edison. As lâmpadas incandescentes são uma espécie de fonte de radiação térmica.

A eficiência de conversão de energia é muito baixa. Apenas 5% da energia elétrica é convertida em luz que os olhos podem sentir.

No entanto, as lâmpadas incandescentes têm as vantagens de uma boa reprodução de cores, espectro contínuo e uso conveniente, além de ainda serem muito utilizadas nos países do terceiro mundo.

Como as lâmpadas incandescentes têm baixa eficiência luminosa e alto consumo de energia elas estão sendo eliminadas aos poucos. Do ponto de vista da saúde o impacto das incandescentes na saúde humana não é grande.

O que é uma lâmpada halógena?

A lâmpada halógena é uma variante da incandescente. O princípio consiste em injetar no bulbo o gás halogênio como iodo ou bromo.

Em alta temperatura o fio de tungstênio sublimado reage ao halogênio de maneira química. O tungstênio resfriado se solidifica no fio de tungstênio para formar um equilíbrio.

As lâmpadas halógenas são mais duradouras do que incandescentes, populares em holofotes internos.

O que são lâmpadas fluorescentes?

As lâmpadas fluorescentes são fontes de descarga de gás. Populares em vários ambientes de iluminação. Nelas a luz ultravioleta no tubo acende o fósforo na parede interna do tubo para gerar luz branca.

Muitas pessoas pensam que o vidro do tubo absorve os raios ultravioleta. Na verdade, ele não consegue absorver completamente.

O uso prolongado de luz fluorescente pode causar alguns danos na pele como vermelhidão e redução de água.

O que são lâmpadas led?

A lâmpada led é um dispositivo semicondutor de estado sólido que converte energia elétrica em luz visível. Amplamente utilizada em vários ambientes de iluminação.

A luz led branca é gerada por uma mistura de um chip emissor de luz azul dentro da pérola na lâmpada.

As fontes de iluminação têm muitas vantagens sobre as versões tradicionais. Leds estão em direção da liderança do desenvolvimento das fontes de iluminação.